Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMA QUE CHORA

Ah, saudade! Não vais me dar uma trégua?
Onde pretendes chegar com essa tortura?
Não sei mais quanto tempo poderei suportar assim,
Com o meu amor tanto tempo longe de mim!

Como dói a distância nesse meu triste coração,
Que só sabe esperar, sem saber como fazer.
Quer voar ao meu encontro, te quer ao lado meu!
Ah, saudade! Dá-me um tempo, não me faças mais sofrer.

Não podeis castigar-me tanto assim!
Tens de dar-me uma folga, parar com essa perseguição
Pois já não sei mais se posso suportar a solidão!

Amor meu, ah, minha vida!
Vem correndo aqui me abraçar!
Me aqueças nos teus braços e um beijo hás de me dar
Pois que morro de saudade e estou a definhar!

Esse frio em minh'alma só contigo há de cessar,
É inverno eternamente se não vens pra me buscar.
Primavera só virá quando estiveres cá!
Amorzinho de minh'alma, não me deixes a chorar.

Que já não tenho lágrimas pra em meus olhos secar
Elas brotam lá do fundo, coração fica apertado
Não escoam pelos olhos, vêm direto de minh'alma!
E doem, como facadas, ou chicotes de mil pontas!

Ah, meu amor, vem correndo! Vem depressa me amar!
Já não posso e não consigo minha sede controlar...

Te amo...Te amo!
Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 05/04/2006
Reeditado em 05/07/2009
Código do texto: T133949
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akasha De Lioncourt
São Paulo - São Paulo - Brasil, 45 anos
706 textos (1035043 leituras)
72 áudios (109736 audições)
30 e-livros (56853 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:04)
Akasha De Lioncourt

Site do Escritor