Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema para um louco!

Qual era o desejo do poeta?
Desafiar a morte?
Que de maneira tão amorosa,
Fazia o irreal em seus poemas?

Diz-se tê-lo visto no ônibus azul,
Dançando freneticamente com as serpentes.
Teatrando seus versos em seu palco fervilhante,
Seria essa a caravana dos loucos?

Drogando seus neurônios Bêbados,
Palavras torpes e embriagadas fazem sentido?
Distorcendo o real do fictício...
Mas o que é real? O que é fictício?

O poeta descansa, mas o poema faz valer...
Motorista onde está nos levando?
A cidade ainda tem um tumor?
Acenda a erva da cura e da libertação!

O que anda fazendo?
Vociferando gemidos na penumbra?
Até quando esperar?
Até quando a liberdade de plástico ditar as regras?

Vivemos em um país livre, onde o boicote,
Guilhotina. qualquer esperança...
Onde estão os diamantes?
Por favor, me responda! Não morra agora!

Poema escrito em homenagem a Jim Morison, vocalista do "The Doors" - Que a música o tenha!!!

AMORPHIS
Fourmiga
Enviado por Fourmiga em 11/04/2006
Reeditado em 11/04/2006
Código do texto: T137387

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fourmiga
Itajaí - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
28 textos (1321 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:41)
Fourmiga