Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Conheço bem o silencio naquelas vozes que sonham...

Ainda hoje estarei de novo naquela casa
onde eu cresci e fui bem cuidado
e eu sei que todos naquela casa me encherão de saudades
e que de certo eu também os darei bons motivos
comeremos e beberemos ao som de vozes engasgadas
e de onde nunca antes tínhamos vindo
surgiremos montados em cavalinhos de madeira
e brincaremos felizes a tarde inteira
como crianças dentro de roupas sujas e rasgadas.

E então jogaremos buraco ate de madrugada
Beberemos um bom vinho e trapacearemos nas cartas
Xingaremos um pouco uns aos outros
e aqueles que não tiverem a quem pedir perdão
Irão dormir mais cedo.


ULISSES de ABREU
Enviado por ULISSES de ABREU em 27/04/2006
Reeditado em 27/10/2007
Código do texto: T146473

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite nome do autor e endereço para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ULISSES de ABREU
Viçosa - Minas Gerais - Brasil
608 textos (207325 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:50)
ULISSES de ABREU