Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor da Saudade...


A saudade tem um jeito doído,
De se fazer notar dentro da gente
Fere, queima, é como uma brasa,
Que arde sem realmente te queimar.

Ainda que seja cruel esta saudade,
Nos traz esperança, que paira no ar
Pois o único remédio para essa dor,
É ter-te nos meus braços e neles sempre poder estar

Quero-te tanto, que meu peito explode,
Entre lampejos de dor e de glórias,
Sei que te amo, e o quanto te quero,
Não sei imaginar-me sem ti para caminhar

Nunca seria capaz de ferir-te,
Pois seria eu a primeira a sofrer.
Se estás dentro de mim, e aqui moras,
Não posso atingir-te sem antes machucar-me.

Creias-me, imploro-te sem cessar!
Meu corpo e minh'alma a ti pertencem,
Não posso mais viver longe de ti,
Assim como preciso do ar para respirar!

Te amo, e por ti posso morrer,
Por mais que tu duvides ou te escarneças,
Um dia, ainda vais me enxergares inteira,
E verás o tempo que com dúvidas desperdiçastes!

14/01/2003
Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 04/05/2006
Reeditado em 28/06/2006
Código do texto: T150150
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akasha De Lioncourt
São Paulo - São Paulo - Brasil, 45 anos
706 textos (1034713 leituras)
72 áudios (109732 audições)
30 e-livros (56832 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:56)
Akasha De Lioncourt

Site do Escritor