Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FADO

- É minha sina?
- Meu fado?
- Fadário?
- Sei lá!
Só sei que este meu penar
é apenas num momento!
Pego na pena
e deixo correr meu pensamento:
- É já poema!
A poesia flui:
- Dolente
lentamente ou...
num instante!
- Noite alta
- Madrugada
- Noite escura.
- Poemas de amor
de amargura
angústia
ou...solidão!
- Fito o alvorecer!
- O eterno nada
descansa em minha mão!
- E depois?
- Depois, as ideias se misturam
com pensamentos impotentes!
As imagens se desfocam...
Ao longe, oiço como um brado
os acordes dolentes
que gemem da guitarra
e uma voz bem timbrada,
castiça e bizarra...
termina o último fado!

By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)
Anna DCastro
Enviado por Anna DCastro em 11/05/2006
Reeditado em 24/06/2013
Código do texto: T154334
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna DCastro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
207 textos (10689 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:57)
Anna DCastro