Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Saudades de um Amor

Infelizmente a saudade mais uma vez bate a minha porta.
Até quando viverei de saudades,
quando poderei tê-lo em minha realidade,
no meu espaço, no meu dia a dia,
não sei...

Ao te amar coloquei minha vida,
meu coração na ponta de uma incógnita,
um não saber mais nada.
Depender de tuas decisões,
do teu me querer,
do teu me chamar,
do teu me gostar.

Não faz assim amor,
não me deixe nessa indecisão,
desse não saber, desse não se ter,
esperando a todo anoitecer
para poder te ler.
Um ler sem certeza,
a dúvida invadindo meu coração em
forma de versos minha alma se pergunta:
Já me amas ou só se encanta com o que lês?

Será que depois de tanto tempo,
tantos dias,
tantos meses,
tantos anos,
não consegui o envolver,
não consegui cativar o meu querer?
Não faz assim amor.
Solte-se em minha direção,
Olhe bem para os versos que escrevo em forma de coração,
os beijos suaves que lhe dou a todo amanhecer,
beijos esses que traduzem o imenso amor de uma mulher
madura que sabe o que quer, mas espera ser tua mulher.

Sandra Wajman Grüner
Sandra Wajman Gruner
Enviado por Sandra Wajman Gruner em 15/05/2006
Código do texto: T156314
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Wajman Gruner
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
116 textos (7133 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:21)