Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia L

Com a dor que vem a petrificar-me
A cada instante que te encontro
Com a saudade que me invade o peito
Chega versos tristes, em estrondo

O que há de matar-me amor,
Senão esse sentimento que tens pela outra?
A outra de cabeça vermelha e olhar atento.
Outra por ti, completamente louca.

E assim, vou trilhando essas linhas,
De versos doloridos e esparsos.
Descrevendo dores minhas.

Não lembres de mim como alguém frágil
De olhos tristes, vagos.
Mas lembre-se da pele macia que te acobertou.
Que fez soltar de ti
Cada gemido suspirado

E foi naquele suspiro que te possuí,
Tão meu naquele momento!
Algo que ninguém tirará de mim.
Algo que será, para sempre, meu tormento.
Vitória Hellsing
Enviado por Vitória Hellsing em 18/05/2006
Código do texto: T158426
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vitória Hellsing
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 28 anos
5 textos (168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:41)
Vitória Hellsing