Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA VAZIA

Solitária na varanda,
      olhando a chuva cair,
      sinto minha alma doer,
      sinto o coração partir.

      E os grossos pingos da chuva,
      misturam-se às águas do mar,
      e, sinto que dos meus olhos,
      lágrimas começam à rolar.

      O meu corpo está aqui,
      mas, meu coração ausente,
      não sinto teu corpo perto,
      que saudades ele sente.

      Meus pensamentos viajam,
      para junto de você,
      não suporto mais a dor,
      a dor de não ter você.

      E à noite, solitária,
      deitada com frio no quarto,
      o amor forte no peito,
      me pego à beijar teu retrato.

      E dentro dele viajo,
      como se estivesses comigo,
      teu amor, é minha vida,
      na saudade, me abrigo.

      Os meus pensamentos ficam,
      minha mente à remoer,
      e, o meu corpo reclama,
      ele também quer você.

      Na sintonia do rádio,
      nossa música à escutar;
      eu viajo dentro delas,
      e me vejo à ti amar.
florzinha
Enviado por florzinha em 17/05/2005
Código do texto: T17587
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Socorro Teixeira de Castro ( Flozinha)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
florzinha
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 64 anos
4138 textos (1194853 leituras)
5 e-livros (3402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:07)
florzinha