Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TEMPO E O VENTO

O TEMPO E O VENTO


Por que tanta pressa ó vento
se as linhas  inda estão nos campos
em frágeis flores de algodão ?
Se o papel-seda inda é caule noviço,
o bambu  inda se mostra tenro
e o menino na barriga inda é embrião ?

Por que essa pressa ó tempo ?
por que não retardas teus passos ?
Ó! capitão recalcitrante que só vê o norte!
Carcereiro  da minha bela infância ,
capelão de toda extrema - unção,
escrivão incontrito de toda morte !

Mirem-se naquele velho rio
que ora descansa em lagoas e remansos ,
ou brinca de patinadores nas margens ,
valsando em seus plácidos redemoinhos ,
mas que antes de se entregar ao mar ,
vai ainda em delongas entre as ramagens !

Porém , quanto mais forte eu sinto o vento,
parece mais rapidamente o tempo ,
em sua louca  esteira me levar !
Pergunto ; serão o Tempo e o Vento ,
gêmeos univitelinos  , eternos meninos,
unidos, a nos envelhecer e a debochar ?


SBC-SP-José Alberto Lopes®
14/07/2006

José Alberto Lopes
Enviado por José Alberto Lopes em 15/07/2006
Reeditado em 09/08/2006
Código do texto: T194583
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Alberto Lopes
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
594 textos (36532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:17)
José Alberto Lopes