Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESASSOSSEGAR-ME




Meu desassossego, apego
De meu novelo desordenado,
De tão premente e constante,
Chega a ser como que imaculado,
Pelo próprio corante,
Já de si agastado.

Meu desassossego,
É o sossegar-me
Prematuramente,
E dou por mim, ser ausente,
A desassossegar-me
Indevidamente.

Desassossego…
Minha razão e meu perdão!!!


Jorge Humberto
(05/06/2004)
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 17/07/2006
Código do texto: T195677
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66676 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:02)
Jorge Humberto