Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RIO MANSO

Olhando assim, sem nada a pensar
Sobre um campo, as árvores ali,
O sabiá e outros pássaros começam a voar,
Vendo a placa dizer:
_Bem vindo a Rio Manso.
Este é o meu lugar...
Deixava muitos quilômetros para traz
Para em Rio Manso entrar
E a praça de pouco movimento
Um povo que adora festejar
Desço a ladeira e em Bernardas vou entrar
Povoado humilde e aconchegante
Terra minha, da minha gente.
A cada chegada, uma calorosa
Recepção a gente sente.
Ao ver meus avós
Estou contente
O povo simples vem chegando de repente,
E logo depois parto numa caminhada,
Vou subindo o morro vermelho,
O gado que ali pastava começa o berreiro
Estava com saudades,
É um prazer estar de volta a esta cidade.
O clima é legal,
Mesmo fazendo coisas repetidas,
E às vezes até nos apaixonamos...
A pior hora é a de ir embora,
Mas sempre vou voltar...
Deixo para traz uma lembrança
Trazendo comigo uma saudade,
Pela janela do ônibus vejo a mesma praça,
As árvores continuam ali,
Os pássaros retornaram e pararam de voar,
Cantando para a nossa despedida
O velho sabiá,
E nadando no manso rio
Um pato e um ganso,
Para que nunca esqueçamos
Vejo escrito na placa:
_Volte sempre a Rio Manso.
Damaso
Enviado por Damaso em 18/07/2006
Reeditado em 03/09/2012
Código do texto: T196379
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Damaso
Rio Manso - Minas Gerais - Brasil, 34 anos
326 textos (17042 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 09:56)
Damaso