Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O canto da saudade

Dou por mim num canto, em branco, com a alma desalmada
Chorando pois nem meu pranto quer saber de mim para nada
Sofrendo só de lembrar que doi só de lembrar sofrendo
Morrendo a desejar o quanto eu desejo não estar morrendo
Mas tudo em mim é fim e tudo enfim me lembra
Da lembrança de uma dança a dois que hoje em dois desmembra
E esse ser que foi um só, não foi só um ser que se foi
É um vazio em meu peito que eu em leito de saudade...
Enfeito para esquecer que doi...
TrabisDeMentia
Enviado por TrabisDeMentia em 26/07/2006
Código do texto: T202516
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
TrabisDeMentia
Portugal, 39 anos
54 textos (2527 leituras)
3 áudios (469 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:11)
TrabisDeMentia