Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESSA TAL SAUDADE

Como explicar a saudade?
Uma matemática estranha.
Subtrai-nos forças, adiciona poder,
Multiplica o pranto, divide o sofrer.
Por que não enfrentá-la?
Desnudar sua onipotência,
Vestí-la com o manto da clemência.
Como entender essa senhora
Com atitudes atrevidas?
Não espera convite, nem marca hora,
Chega faminta, ingerindo duas vidas.
Saudade Infratora.
Capaz de provocar o roubo,
Aumentar a dimensão do globo.
Saudade castradora.
Amputa pretensos passos,
Arrebata merecidas cores.
Ah! senhora das dores,
Permita-me zelar teu cansaço!
Majestade de um reino inesperado,
Dê-me os diamantes
Sua coroa será de lantejoulas.
Renda-me o verde de seu gramado,
O perfume de rosas e papoulas.
Em mãos certas, o cetro dourado.
Vassala saudade...
O amor vence teu reinado!
cao souza
Enviado por cao souza em 06/08/2006
Código do texto: T210473
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cao souza
Belém - Pará - Brasil, 54 anos
143 textos (16384 leituras)
1 e-livros (104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:35)
cao souza