Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

quantas vezes

quantas vezes fui incauto
quantas vezes fui um puto
quantas vezes dissoluto,
de mim mesmo o próprio arauto?

quantas vezes fui cobalto?
de uma pedra fiz um vulto
quantas vezes pra ser culto
pratiquei o mesmo assalto?

quantas vezes vou querer
disfarçar a minha ira,
disfarçar a minha fome
de vontade de viver?

quantas vezes vou dizer
que a vida é uma mentira
que a gente só descobre
quando é hora de morrer?
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 06/08/2006
Código do texto: T210723

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144465 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:50)