Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ansiedade

Doc’ansiedade que perfura o casulo e aflora,
traz todas as vozes do cosmos ao meu peito,
invoca o florescer da alma, ao céu se mistura,
germes puros alando  ao sentimento perfeito!

Uma voz que vai e volta à alma que adormece
entremeando n’universo tanto desejo soluçado
na prece liberta, suspirada e muda como fosse
o sacro cântico de Deus acalentando o mundo!

Oh ansiedade bendita, esparge nos céus emares,
põe melodias entre os espaços d’inebriamentos,
jorro de bênçãos na rosa e carne, fazendo pares

através das estrondosas asas abertas dos sonhos
fertiliza místicos abismos d’esplêndida esperança
eterna, que dura enquanto na fé a alma descansa,
florescendo na ansiedade seus etéreos caminhos!

Santos-SP-08/08/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 09/08/2006
Código do texto: T212777
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:54)
Inês Marucci