Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEMBRANÇA DISTANTE








Você, minha estrada, meu tudo e meu nada,
Lembrança distante que o tempo levou.
Você é uma pluma que viaja no vento,
A canção mais bonita que um anjo cantou.


Você viajou para além do horizonte,
Embarcou numa nave, mora agora no céu.
As mães, que viajam, não são  esquecidas
Elas vivem em nós, nas memórias da vida.


Minha mãe foi embora, só restou a  saudade
E a sublime esperança de voltar a revê-la.
No espaço infinito ou na eternidade,
Na Terra do Nunca, ou talvez numa estrela.


A poesia e os sonhos fazem parte da vida,
Desses breves momentos de harmonia e amor.
As mães quando partem e deixam os seus filhos,
Os entregam aos cuidados do Cristo e Senhor.



Jorge Gil
Enviado por Jorge Gil em 13/08/2006
Reeditado em 14/04/2007
Código do texto: T215536

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o lin para a obra total.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Gil
Goiânia - Goiás - Brasil, 79 anos
867 textos (45737 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 14:02)
Jorge Gil