Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Lembranças

Me achego na casa cismado

Lembranças amistosas do passado

Sinto por todo canto

Da presença,o encanto

Por todo lado encrustada

Memórias de época dourada

A cadeira onde à tarde, sentava

Longa e fumarenta tragada

O bater da cinza na mureta

Fumaça no ar, fazer pirueta

A grande árvore, sombrear

Do cansaço, a faina, descansar

Olhar distante, rememorava, talvez

Peripécias da vida, quando as fez

A sala, como antes, ainda é

O sofá, a tv. e a mesa tripé

O quadro, pela filha, pintado

Na parede, esquecido, pendurado

Os quartos, como eram,ficaram

O vasio dos filhos... casaram.

A copa ainda igual

Lugar da refeição frugal.

Na cozinha panelas vasias

Rescende o aroma de muitas iguarias

Gosto apurados pelos defumados

Na comida, nada de refogados

Manjuba, bacalhau, salaminho

No tira gosto, um naquinho

Presunto tenro

Para o aperitivo com o genro

Uisque e vinho sempre tinha

Mas não dispensava uma caninha

O chapeú repousa sobre a cadeira

Lembrança triste ou avissareira

Ele não morreu, é engano

Apenas viajou para outro plano

Nada mais, como foi, será

Um dia a gente se reencontrará



GDaun
Enviado por GDaun em 14/08/2006
Reeditado em 28/08/2006
Código do texto: T216122

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43017 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:58)
GDaun