Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADE


Presa sem ter algema
Vida que está perdida
Barco que já não rema
Nas vertentes dessa vida.


Passos bem limitados
Pés aspirando prazer
Horizontes disputados
Eu não sei o que fazer.


Correntes frias na pele
Amarras cruéis e sem dó
Temor que o corpo expele
Quando pode ficar só.


Exílio da mente pura
Angústia persiste tanto
Que aos poucos perfura
E revela meu pranto.


Noites que não tem fim
Sonhos belos,mas findos
Tudo depois do "sim",
Naqueles momentos lindos.


Grades cercam os desejos
E tiram a  minha vontade
Ainda quero teus beijos
Meu amor virou saudade!!!
Noemi Prates
Enviado por Noemi Prates em 18/08/2006
Reeditado em 19/08/2006
Código do texto: T219337
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Noemi Prates
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
98 textos (7989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:27)
Noemi Prates