Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OUTRA VEZ

Toquei na ferida, nos nervos, nos fios.
Nos olhos de homens sombrios.
E hoje meus abraços estão vadios
Sem alcance.
Minhas mão tateiam espaços vazios.
Querem outra chance.
De vozes, corpos, desvarios.
Quero paz no presente,
Desafiar meus próprios desafios.
Tem uma festa bem além
E um anjo que ainda me guarda entre lírios
Num certo museu de Belém.
cao souza
Enviado por cao souza em 20/08/2006
Código do texto: T220626
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cao souza
Belém - Pará - Brasil, 54 anos
143 textos (16384 leituras)
1 e-livros (104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:49)
cao souza