Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Distante dos olhos

Nunca mais fiz poesia
Nunca mais tive alegria
Pura e simples de viver

Já bebi água da fonte
Hoje passo sobre a ponte
Vendo a água pura correr

Teu calor nunca aqueceu
A saudade no meu peito
E vou vivendo desse jeito
Sem poder compreender

O motivo da fraqueza
Da simples separação
Se parecia tão forte
Maior que a própria razão

Por que tem que ser assim
Você tão distante de mim
E eu perto... de enlouquecer!
Lourenço Oliveira
Enviado por Lourenço Oliveira em 26/08/2006
Reeditado em 21/12/2014
Código do texto: T225570
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lourenço Oliveira
Salesópolis - São Paulo - Brasil
1277 textos (109589 leituras)
23 e-livros (1394 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:53)
Lourenço Oliveira