Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alpendre


    ALPENDRE

ROSA FIRMO (ROSELI)

Balaústre sustenta a rede
embalando um sonho inocente
de um porvir frente ao passado
na aurora incandescente.
Calçadas desalinhadas
tortuosas e ceifadas,
de tantos desatinos
nas manhãs ensolaradas.
A rede embala o desejo
rangendo na curva da vida
os devaneios noturnos
de criança desprovida.
Pássaros cantam na soalheira,
no cortiço jandaíra prepara o mel
tecelã urde o fio da sorte
o arco-iris brilha no céu.


REGRESSO

Rosa Firmo (Roseli0

Preciso escutar
o barulho das águas
do riacho do Rosário,
o canto dos pássaros
na alvorada festiva
o grito do boiadeiro
tangendo a boiada
no fim do terreiro...
Preeciso sentir
o perfume da flor do bogari
o fartum do curral
o cheiro do capim
molhado de orvalho
o calor humano
do homem do campo...
Preciso tocar
as folhas úmidas do muçambê
os pássaros nos ninhos,
a chuva caindo
a terra molhada,
a manga madura no pé...
Preciso ver
o cintilar das luzes
na superfície das águas do açude,
comtemplar o pôr-de-sol
por trás das carnaubeiras,
na escuridão da noite, observar
a s luzes dos vaga-lumes,
inebriar-me com gostas de chuvas
do mês de junho...
Roseli
Enviado por Roseli em 26/08/2006
Código do texto: T225814
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Roseli
Fortaleza - Ceará - Brasil, 70 anos
116 textos (6979 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:46)
Roseli