Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

....sem aceno

Hoje
como um grito à saudade
fico muda e olhar desnudo,
gotas de imensidão doloridas
perdi o que não ganhei.

Guardadas imagens poucas
sonoramente embalsamadas,
raros beijos de brisa
que nunca nos lábios tocaram.

Sopraste em meus ouvidos
os claros momentos de vida
que ousei viver sem tê-lo
perto de meu olhar.

Saudade sem direção
escondeste o respiro
sem ao menos um aceno,
um homem, uma canoa;

um coração,
em alguma terceira margem
nenhuma imagem;
apenas ficaste

em meu versejar.
Pupila
Enviado por Pupila em 16/09/2006
Reeditado em 16/09/2006
Código do texto: T242019
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pupila
São Paulo - São Paulo - Brasil
657 textos (21088 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 13:07)
Pupila