Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DO OUTRO LADO DO RIO





          DO OUTRO LADO DO RIO


DO OUTRO LADO DO RIO BEM LÁ DISTANTE;
VÊ-SE UM PAREDÃO DE ÁRVORES VERDEJANTES.

UM BARCO SOBE O RIO,
E A LUZ DO SOL PARECE QUE BRILHA MAIS  FORTE;
LEMBANÇAS DE TUDO QUE SE QUIS E NÃO SE VIU;

O BARULHO DO MOTOR SOA COMO MELODIA SUAVE
E EU ME DESAFIO.
AONDE IRÁ AQUELE BARCO?
QUAL O SEU DESTINO?
CHORA O MEU EU MENINO
POR NÃO CONSEGUIR ENTEDER;
COM PODE TANTA IMENSIDÃO HAVER;
QUE OS MEUS OLHOS NÃO CONSEGUEM ALCANÇAR.

DO OUTRO LADO DO RIO;
SERÁ QUE AQUELE MUNDO É
CHEIO OU VAZIO?
DAS ÁGUAS QUE VERTEM DOS MEUS OLHOS
PRA NO TEU SEIO DESAGUAR.


ABRIL/2004, BELÉM DO PARÁ.
PEDRO FERREIRA SANTOS (PETRUS)

Petrus
Enviado por Petrus em 08/10/2006
Código do texto: T259694

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Pedro Ferreira Santos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Petrus
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
173 textos (26451 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:10)
Petrus