Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O VENTO DA SAUDADE É DENSO

O VENTO DA SAUDADE É DENSO


O vento é denso...
Invade a minha tarde
Como uma chama que arde e afaga minhas mãos.

Meu ser vibra em ondas,
Dançando no éter,
Pulsando o cordão, ponte da vida.

Ah! Eu sou louco, louco de amor...
E onde está minha amizade?


É lá sim...
É lá que está minha saudade,
Guardada na luz,
Na insistência do meu coração,
Na permanência da minha vida.


Oh!... Meu Deus! Só tu mesmo decifras meu coração...
Existiram trevas, mas trouxestes a luz!
Trazendo a resposta que agora parece inerente.
Por que foi, Senhor!, que eu estive ausente?


Hoje me espanto.
Houve choro na partida.
Muita dor e vazio na despedida.
Ficamos sós sob o céu
Mas ligados ao nó de um encanto...
Às voltas com a saudade
Ao alcance do pranto

 

Hoje o vento varre a poeira do meu sonho,
E limpa a suavidade do um riso...
Se ele está distante
A saudade vai adiante, onde ela for.


Mas eu vivo...
Por lembrança e por amor.

 

WalterBRios
set/2004
Walter BRios
Enviado por Walter BRios em 11/10/2006
Reeditado em 13/10/2006
Código do texto: T262050
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Walter BRios
Salvador - Bahia - Brasil, 61 anos
358 textos (13844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:01)
Walter BRios