Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ASAS DO TEMPO

O tempo que passa
leva nas asas...
As angústias do passado
o passado das antigas esperanças...
As esperanças de um
ido  feliz...
As belezas que ficaram
nas garras dos dias
que se foram...
Os brotos que se tornaram flor
e as flores que se tornaram amor...
...E os dias, que a paixão ardente
dixaram na mente
lembrança! Saudade sòmente...
Pois o amor é infinito
contrariando o tormento
das paixões que são apenas
enlevos de emoções...
Hoje o moço sente saudade
do menino...
O velho sente saudade
do moço...
A mulher da menina...
E a anciã da moça bonita
que foi a mulher...
E as asas do tempo continuam
a bater constantemente...

    (Poesia que fiz em 1984 para o livro: Asas do Tempo)

         Manoel Vitório
Manoel Vitorio
Enviado por Manoel Vitorio em 11/10/2006
Código do texto: T262141
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manoel Vitorio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 60 anos
4786 textos (175163 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:48)
Manoel Vitorio