Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FECHAM-SE AS CORTINAS

O ontem adormecido,
hoje, um vazio ainda indefinido.
Amanhã sem novas manhãs,
nesta hora, ora incoerente.
No palco da vida
encerra sua participação,
segue viagem
em busca de aprendizagem.
O tempo se encarrega
de fechar as cortinas,
de cerrar as retinas
num adeus sem rimas.
Emudece os versos,
os inversos, os reversos,
num momento disperso,
infinitamente doído.
Num espelho sem reflexo,
acabou o ato.
Desatou o laço,
abraçou a fantasia
nos soluços dos sonhos,
que sonhou um dia
e partiu...
Entre o passado e o presente,
ficou o futuro...SILENTE...

06/10/2006



Anna Peralva
Enviado por Anna Peralva em 13/10/2006
Reeditado em 26/11/2009
Código do texto: T263805
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Peralva
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil
1582 textos (60705 leituras)
3 e-livros (572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:16)
Anna Peralva