Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rua.

Por entre as ruas haverá sempre “aquela”...
Em seu pavimento sobram histórias,
Como os passos decadentes de um antigo amante,
Que entre amores e saudade, resta um bêbado,

Cabisbaixo e compulsivo...
Quem dirá que sobre ele um rei passou,
E a majestade no meio fio reinou,
Pedaços de um passado magnífico,

A vida que se despede em pranto,
E quem não fica, vai, e quem devolve, perde,
Haverá tanta justiça na chuva que te leva embora da sujeira,
E quem não estiver pronto para lagrimas, respira fundo e da as costas...

O doce sabor de saudade, e é tão difícil recordar,
E o que foi concreto hoje é entulho,
Há cimento sobre o coração desenhado a giz,
Há buracos em cada canto,
O peso crava buracos em seu asfalto...

Vez por outra alguém resolve tropeçar em seu destino,
E passa com seu carro sobre o coração,
Mas não estaciona...
E quem dirá que por debaixo do cimento há uma história?
E quem sabe o nome de quem deixou seu coração?

Nobre amante que descalço passa sobre o afeto,
Como se seus pés ultrapassassem o cimento,
Na tentativa de capturar o resto de amor que aquele coração oferece.

 






Leo Magno Mauricio
Enviado por Leo Magno Mauricio em 20/10/2006
Código do texto: T269296
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leo Magno Mauricio
Guarulhos - São Paulo - Brasil
455 textos (14412 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:48)
Leo Magno Mauricio