Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chegou o agora

Agora...
a vida me tingiu de prata,
a beleza se foi com rapidez,
acabou o sonho e a serenata,
mas apesar dos tropeções da vida,
a Deus eu sou imensamente grata.

Agora...
que eu já vivo há muito num porvir
que não é o que eu sonhei outrora...
mas como aceito humilde o existir,
é exatamente o que eu quero “agora”:
amores, flores, dores... sem nada suprimir!

Agora...
que eu não fiz de tudo que queria,
me fica a certeza absoluta
que terei tempo de fazer um dia
seja onde for o estágio desta luta,
seja onde for a minha moradia!

Agora...
que cada um irá para o seu canto
tentar viver e construir sua parte
e fico eu cá a esconder meu pranto,
mas sem razão, pois já saí um dia...
e é aí que a vida esconde o encanto!

Agora...
que, pensando bem, já tenho muita idade,
algo que não aceitava quando ouvia,
pois me dava a impressão de soledade.
Mas não se pode viver na utopia,
Sabendo que aí vem a eternidade!



Pássaro Feliz
Enviado por Pássaro Feliz em 22/10/2006
Reeditado em 15/06/2009
Código do texto: T271049
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pássaro Feliz
Barbacena - Minas Gerais - Brasil
127 textos (10562 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 09:56)
Pássaro Feliz

Site do Escritor