Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POHEMA

"À MEMÓRIA DE MEU PAI HERMES"

Nasci sem asas,
Enquanto outro que nasceu sem os pés
Entrou em acordo comigo.

Eu podia voar em sua companhia,
Ele seguia os meus passos...
E,juntos,da parte do senhor,
Abrimos caminhos de luzes e sombras.

Eu era nove,
Ele,menos vezes nove,
Quando um anjo apareceu-nos
E ficou peplexo diante de nosso complemento!

Rasgou-se o firmamento
Através de mil olhos nos espiando,
E o anjo,que veio de um sol denso,
Reclamou as asas sobressalentes.

O céu desceu sua viseira cinza,
Então eu calcei meus sapatos de silêncio
E comecei a entoar uma canção triste...triste.

Gilberto de Carvalho
Enviado por Gilberto de Carvalho em 24/10/2006
Reeditado em 14/08/2009
Código do texto: T272331
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto de Carvalho
Pirajuí - São Paulo - Brasil, 44 anos
299 textos (13361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:23)
Gilberto de Carvalho