Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LONGA ESPERA



 
 

 Quantos anos fiquei a tua espera,

qual sonhador que o amor maior proclama...

No meu jardim jamais brotou a primavera,

e na jornada alucinada do destino,

nada mais fui do que errante peregrino,

na vil estrada recoberta pela lama!

 

Tu!alma busquei por longos anos...

Pelas cidades, pelos campos, pelas ruas!

Achei amores... Fáceis, profanos...

Nada mais que ilusões, fantasias...

São romances que nascem e morrem em poucos dias

e deixam a alma prenhe de esperanças nuas!

 

Mas o sonho se tornou realidade...

E qual miragem do espaço sideral,

a rebrilhar com celeste intensidade,

vi encarnada numa estampa perenal,

todo o esplendor de tu!alma angelical...

 

Mas agora tudo é passado,

um passado triste a relembrar

e a fazer chorar...

Ah! Poeta louco que de dor padece,

que clama a Deus em reverente prece,

e ao mesmo tempo olha o céu a gargalhar!
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 26/06/2005
Código do texto: T28055

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (66358 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:25)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor