Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Velha àrvore

Quisera olhar me agora,
Velho amigo do passado,
Sob o verde de minhas folhas
Muitas vezes repousastes.

Do enfeite natural
Fui por tantos contemplada,
Hoje só tenho saudades
E dores ao ser cortada.

Pudesse alguem me podar,
Para ser noiva adornada
Mais, aos pouco eles me levam
Repartindo me aos pedaços.

Lembre agora caro amigo,
Venha me ajudar a sorrir.
Conte para os seus filhinhos
O que seus pais já comentavam de mim.
Lúcio Barbosa
Enviado por Lúcio Barbosa em 27/11/2006
Código do texto: T303126
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Barbosa
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 51 anos
59 textos (5595 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:49)
Lúcio Barbosa