Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dias de saudade

Dias de saudade

Dias felizes
No meu presente
Estão difíceis de viver.
Sempre almejo alegrias
Musicas em meus ouvidos
Porém desde sua partida
Só ouço melancolias .
Amigos me contam seus passos
Amigas me contam seus pecados
Meu coração me conta sua ausência .
Por anos
Esses dias acima citados
Foram o meu prazer
O meu caminho
Mais, e certo afirmar
Que ao ver você partir
Conheci um termo novo
Que quando se faz presente a gente
Machuca,
Corta,
E rasga o peito.
Este sentimento
Quando me chega em certos dias
Me magoa
Deixa minha cabeça doída
E se nomeia saudade .
Uma saudade afetiva
Saudade carente
Saudade presente,
Saudade de alguém
De um alguém que não conheci
Mas sei
A esse alguém eu amei .
Saudade
De um passado vivido
De conquistas alcançadas
De um presente amargo
Ou de um futuro
A ser construído .
Saudades dos sorrisos
Dos beijos
Dos passeios nas florestas
Dos piqueniques nos jardins
Das brincadeiras de cirandas
Onde o que valia
Era somente a alegria .
Nesses dias
Onde o tempo não corria
Os minutos e segundos
Paravam ao meu comando
Em nosso mundo só existia
Uma palavra linda e monossílaba
Nós.
Saudades eu tenho
Mesmo sem vive-los
Dos teus beijos roubados
Dos olhos nos olhos
Dos nossos corpos molhados
Suados
Banhados pela água do nosso prazer
Corpos excitados .
Saudades de nossos orgasmos
Infinitos e demorados
De momentos em que as palavras
Nunca poderiam dar significado .
Bastava um olhar
E já sabíamos um do outro .
Fecho os olhos
Prendo a respiração
Sinto a sua necessidade
E ai vejo você .
Em pensamentos lhe estendo a mão,
Eu sinto poder toca-la .
Toca o telefone,
Com raiva eu acordo
Não pelo simples toque
Mais para meu sofrido espanto
Porque contigo sonhei .
Sonhei com você
De novo,
Virastes minha sina .
Abro a janela e berro
Onde estás minha amada ?
Sem respostas
E sem perguntas
Começo a me maltratar
Porque sem te encontrar
Não posso me curar .
Aonde esta você ?
Em algum lugar do passado ?
Em algum momento do presente ?
Ou em algum futuro ainda incerto ?
Por isso
Sofro,
E levo em frente
Todas as minhas desculpas.
Tento transforma-las
Em virtudes
E em pensamentos
De ter-te comigo
Mesmo sem saber quem é você .
Em lagrimas eu rezo
Peço a luz que me ilumina
Que me guia
Em caminhos incertos
Que me mostre
Que existe a luz no fim do túnel.
Não quero mais caminhos incertos
Nem estradas com curvas,
Retas de felicidade .
Mais pra isso
Preciso transformar meus sonhos
Preciso fazer de você
A minha realidade .
Não posso mais ter-te em pensamentos
Porque além de sofrer
E me maltratar
Tenho certeza que um dia
Desse sonho irei acordar .
E que nesse dia
Não mais em pensamentos
Ou mesmo em sonhos eu te veja ,
Porque enquanto ainda os tiver, em fantasias
Que sejam por enquanto
Ainda doente vou estar
E a todos terei que afirmar
Que de você
Mesmo sem ter a quem abraçar
Sinto Saudade !
Fratello
Enviado por Fratello em 01/12/2006
Código do texto: T306913

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citando o nome do autor Fratello e o site www.fratello.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fratello
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 46 anos
107 textos (19888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 13:36)
Fratello