Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR DE VERÃO




Ontem à tardinha quando o sol morria,
Ruborizava esse céu sem dimensão!  
De tu! aura roxa luz resplandecia,
e coloria  de  paz  meu coração!

Fitando a noite a brilhar cheia de encanto,
entre as estrelas e a lua que nascia,
com as minhas  liras afoguei-te em pranto,
e este teu pranto afogou-me em nostalgia!

Nossos olhos num relance se cruzaram,
e em silencio  nossas  almas se entenderam!
Nossos lábios em delírio se tocaram,
e nossos corpos no pecado se arderam!

O teu cabelo prateado pela lua,
qual manso lago refletia o meu desejo!
E em tua pele acetinada e toda nua,
colei meus beijos sem remorsos e sem pejo!

E mergulhamos no amor da madrugada,
qual almas gêmeas  abraçadas de emoção!
Num sussurro te dizia: Minha amada,
num lamento respondias: Coração!

Pela manhã, quando outro dia já nascia,
Dourando o céu de beleza e encantamento,
tu não me olhaste e  eu não disse o que sentia,
mas a saudade eternizou nosso momento!

Leia mais em http://www.fernandaguimaraes.com.br/
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 10/07/2005
Código do texto: T32823

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (66334 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:04)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor