Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANCHAS BRANCAS

O sol escalda as máquinas
no espelho branco das salinas
como se queimasse os homem
que eram o sal das engrenagens
dos ferros feito miragens
tremulando em suas mãos
carregando o sádico suor da lavoura branca
sob a sola dos pés
que cristalizavam o salitre
subindo de súbito pelos dedos.

Solvendo a água
lambendo o chão
hoje o sol só tem o sal
e a ferrugem das máquinas para lamber.
Ressente-se do sabor do suor lambido
dos dorsos suados dos guerreiros
que socavam o solo com suas picaretas.
Enquanto o ferro das ferramentas
feriam o giz picante
os raios escaldantes
dançavam num frenesi
a penetrar as vestimentas
em busca do sabor das costas.

E agora só o aço da esteira
construindo o espinhaço salgado
dos montes da amarga neve
em metros e metros brancos
é o que reluz no horizonte
a se misturar com as nuvens
como um monte só de memórias.
JOSÉ SOUSA
Enviado por JOSÉ SOUSA em 16/07/2005
Código do texto: T34762
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ SOUSA
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 53 anos
63 textos (5911 leituras)
2 e-livros (119 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:52)
JOSÉ SOUSA

Site do Escritor