Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

sou caipira sim senhor


Como dizer...
Não sou caipira
Sei que cresci na cidade
Mas foi no interior que nasci.
Como negar, minhas origens.
Sou caipira, sim Senhor.
E é por esta razão
Eu gosto tanto, das coisas do sertão.
Gosto das cantigas apaixonadas
Do cantador sertanejo
Que canta com nostalgia
Canções que falam da terra
Onde o amor e a natureza
São temas, de suas cantorias.
A cada entardecer lá na roça.
Na varanda da palhoça
Uma cadeira preguiçosa
E uma velha, viola de pinho.
Que ele abraça, com carinho,
Sua eterna companheira.
Que aperta forte, contra o peito.
Com se fosse a mulher amada.
Seus dedos vão entoando, melodias.
Fazendo fundo, para sua voz.
Para homenagear, a natureza.
Ele canta, a mais bela das canções.



                             Volnei R. Braga
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 22/07/2005
Código do texto: T36610
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:07)
Volnei Rijo Braga