Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POBRE POEMA





Eu queria te escrever um poema,
de rimas ricas onde o amor por tema,
na sutil forma métrica se ajustasse;
que fosse o arauto do esplendor da natureza,
qual mensageiro de celeste realeza,
e todo o bem do mundo retratasse...

Que a saudade se inserida, com certeza,
não fosse um canto de nostálgica tristeza
e nem a fúnebre revolta ressoasse;
mas ao contrário, em melodia harmoniosa,
qual sinfonia alvissareira, auspiciosa,
todo o esplendor da vida emoldurasse...

Que a amargura, essa eterna companheira,
fosse versada como a sombra passageira
e não marcasse com tamanha intensidade...
Que a tristeza de um imenso amor perdido,
soasse em notas de um cantar enternecido
e não vibrasse com as rimas da saudade...

Eu queria te escrever um poema,
de rimas ricas onde o amor por tema,
não me lembrasse a realidade desta dor...
Mas quem sou eu para fazer tal poesia,
se dentro d'alma desde o berço eu já trazia,
toda a amargura da saudade deste amor...

Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 02/08/2005
Reeditado em 25/09/2006
Código do texto: T39746

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio
POBRE POEMA - Nelson de Medeiros
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (66328 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:43)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor