Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE TANTO TANTO


Tanto te amei
Que tranquei minha vida em tuas canções
E em tua alcova de cetim.

Tanto me dei
Que me fiz prisioneiro
De uma paixão sem fim.

Tanto labutei
Que quando quebrou o encanto
O desengano pranteou uma taça de gim

Tanto te procurei
Que de tanto, de tanto caminhar
Me perdi de mim.
Antonio Virgilio Andrade
Enviado por Antonio Virgilio Andrade em 09/08/2005
Código do texto: T41436
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Virgilio Andrade
Riacho Fundo - Distrito Federal - Brasil
152 textos (16229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:02)
Antonio Virgilio Andrade