Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADE DO SOL

NOITE OU DIA
AS JANELAS ESTÃO NA ESPECTATIVA
DE MAIS UM AMANHECER
A NEBLINA ESTÁ INTENSA
COMO A SAUDADE DOS VENTOS
DO TEMPO A SER VISTO
O SOL TEM IDADE?
NÃO
SOFRE DE ANGÚSTIA?
NÃO
EXISTE RELÓGIO PARA ELE?
NÃO
ALGO É COBRADO DELE?
NÃO
O QUE ELE NOS DÁ?
A VIDA
CONHECE O SEU PRÓPRIO TEMPO DE EXISTÊNCIA?
NÃO
ESTÁ SEMPRE SORRINDO?
VOCÊ TEM CERTEZA DISSO
QUEM É A MÃE DO SOL?
E O PAI TAMBÉM?
COMO ELE NASCEU?
TODOS COBRAM O AMANHECER LINDO
SE ELE NÃO APARECER?
AÍ, TODOS IRÃO LEMBRAR DELE
QUANDO ELE APARECE POUCOS LEMBRAM DELE
QUE NEM A VIDA E A SAUDADE
QUANDO FAZ FALTA SENTIMOS ALGO
QUE NEM ANGÚSTIA
SENTIMOS A PERDA
MEDO
RECEIO
SAUDADE
QUE NOS INVADE
CORROÍ POR DENTRO DAS NOSSAS ALMAS
QUE NEM OS BOTÕES DAS ROSAS QUE FORAM TIRADAS ANTES DO TEMPO
NASCERAM PARA SER FLOR
MAS A MÃO HUMANA FOI LÁ E ARRANCARAM O DESABROCHAR DA MESMA
ROUBARAM O PERFUME
O SORRISO
A ALEGRIA
AS LÁGRIMAS
AROMA DA ROSA
O SOL ASSISTIU NADA PODE FAZER
FEZ A SUA PARTE
DE DAR A VIDA
A LUA TAMBÉM FEZ A SUA PARTE DE DESCANSAR
PARA O NOVO AMANHECER
E A SAUDADE DESCANSA NAS NOSSAS MEMÓRIAS
PARA UM DIA RELEMBRAR
NOSSAS HISTÓRIAS







Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 17/08/2005
Reeditado em 11/09/2005
Código do texto: T43139
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:22)
Milton Nunes Fillho