Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS DIAS ESCOAM-SE

em uma permutação de contratempos
entre desejos
às vezes bêbados
Histórias interrompidas
que furam almanaques
dias pretos e vermelhos
dos tempos
Quebram-se palavras
em cima das lajes
de labirintos internos
Perfumam ao vento
melodramáticos poemas
Os dias escoam-se
desaparecem
Não sei que fam aqui os teus olhos
Não sei, pero às vezes
os silêncios choram
Cruz Martinez (da Galiza)
Enviado por Cruz Martinez (da Galiza) em 15/06/2013
Código do texto: T4342721
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cruz Martinez (da Galiza)
Portugal, 57 anos
18 textos (305 leituras)
2 áudios (37 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:20)
Cruz Martinez (da Galiza)