Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUERO OUVIR OS CANTOS DOS SABIÁS

FAÇAM O TEMPO PARAR POR FAVOR
QUERO QUE PAREM OS RELÓGIOS
TRANQUEM OS PONTEIROS
ESTOU PERDIDO NO TEMPO
OU O TEMPO VOA?
QUERO VOLTAR A SER CRIANÇA
PARA ALEGRAR AS MINHAS LEMBRANÇAS
SEM VIOLÊNCIA
ASSALTOS
BRINCAR COM AS ONDAS DO MAR
SEM SER VIGIADO
QUERO SER LEMBRADO
COMO UM ADOLESCENTE
MEIO SEM JUÍZO
INSANO
CONFUSO
QUERO OUVIR OS CANTOS DOS SABIÁS
SERÁ QUE ALGUM VENENO
MATOU O MEU POBRE CANTOR DO MEU AMANHECER?
CANTAVA SEM COBRAR PEDÁGIO
QUERIA ABRIR O PULMÃO PARA AGRADECER
O NOVO DIA
ONDE ANDAS OS CANTOS DOS MEUS PÁSSAROS?
SERÁ QUE ELES ESTÃO ENGAIOLADOS?
NÃO CANTAM MAIS
SE CANTAM É POR ESTAREM TRISTES
CORTARAM AS SUAS ASAS DA LIBERDADE
O HOMEM QUE PRENDEU
NÃO CONHECE FELICIDADE
DEVE ESTAR COM TRAUMA DE AMOR
NÃO FOI AMADO
MESMO ASSIM PERDOA ESSE HOMEM
MEU DEUS
ELE NÃO SABE O GOSTO DO PRAZER
SÓ TEVE RANCOR ANGUSTIADO
DENTRO DE SI
NÃO EXPELIU OS SEUS DESEJOS
PORQUE NUNCA TEVE UMA AMADA
QUE FIZESSE SENTIR
OS SENTIDOS DOS BEIJOS


Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 05/09/2005
Reeditado em 11/09/2005
Código do texto: T47680
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:23)
Milton Nunes Fillho