Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANDORINHA

ANDORINHA

Vai minha andorinha,
que desgarrada, habitou, solitária,
este velho farol.
Vai.
Ficarei observando o seu vôo derradeiro,
até a linha do horizonte,
na despedida do sol.
Testemunha silenciosa
desse amor incomum.
Vou ficar aqui,
iluminando a noite dos sonhos,
na esperança.
Vai andorinha,
encontra o seu bando.
Eu vou ficar aqui,
eu e o sol, ouvindo o vento.
Vai andorinha,
eu vou ficar aqui,
na esperança
de um dia você voltar.

PUBLICADO NA ANTOLOGIA DE ESCRITORES BRASILEIROS ...E AUTORES DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - POESIAS, CONTOS E CRÔNICAS - 5ª EDIÇÃO - 2007 - EDITORA RICARDO ALEPH DE BENEDICTIS - RB EDITORA.


Mario Rezende
Enviado por Mario Rezende em 15/09/2005
Reeditado em 29/11/2010
Código do texto: T50697

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mario Rebelo de Rezende). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mario Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
689 textos (50929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:54)
Mario Rezende