Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nada Está Morto

Alimento a alma deste
amor
que descarna desejos,
seca outros beijos,
me acalma.

E nada esqueço
que  tenha vivido,
com esse amor tanto
querido,
mesmo tendo ele partido,p'ra cumprir amargo
carma.

E nada evapora
na madrugada,
nem o tempo acorda a
emoção,
de prosseguir a caminhada
neste plano de ilusão.

E te dou colo, atenção,
muitas preces
e,  nossa recordação
parece domina,
toda e qualquer sensação.

E  mato tua sede
com amor real
afastando-te de todo
o  mal,
encobrindo com o meu,
teu carente coração.

Tens gosto de mel e de sal,
amargo-doce
que molha a boca,
apego de igual p'ra igual.

E que me importa
se estas morto...
Se rasgo o céu das noites
e em mim te recolho.

Suzette Rizzo
Enviado por Suzette Rizzo em 18/09/2005
Código do texto: T51621

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Suzette Rizzo
São Paulo - São Paulo - Brasil
83 textos (2007 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:13)
Suzette Rizzo