Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARDIOPATIA

lisieux

*"Mas mesmo morto o peito sente dor"
que o amor não morre assim, não deste jeito,
que o efeito da paixão não cessa junto
com o defunto coração no peito

E qual o efeito de sofrer assim,
não cabe a mim, doente, responder
só sei querer, amar, sofrer, por fim
mesmo que seja o meu maior defeito

Não é direito, eu sei, sofrer por ti
porque senti, em todos esses anos,
que nos teus planos, não cabia o amor.

Morri, eu sei, há muito, no teu peito...
Porém meu peito aqui, embora morto
insiste, amado meu, em sentir dor...

BH - 01.10.05

* primeiro verso de Reinaldo Luciano

Para o meu amigo Reinaldo Luciano... Te AMO Rei!
Bjokas
lisieux
Enviado por lisieux em 01/10/2005
Código do texto: T55311
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:49)
lisieux