Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silêncio bom

Quando você chorar pela derrota do simples silêncio
Para a angústia devastadora no peito barulhento
Entenda, meu bem,
O meu amor vem por encomenda
No caminhão da saudade
Na estrela mais próxima de seu pensamento

Se demoro a chegar
É porque as flores que colho para lhe dar
Ainda não florescem em meu outono

Eu bem que trar-lhe-ia um jardim
Se os meus braços fossem do tamanho de um campo de futebol

Até que meus braços crescem
Na mesma proporção que o meu peito
Por isso, não importa o quanto meu amor por você cresça
Eu sempre posso abraçar o meu amor...

Mas as flores estão tímidas como o seu sorriso quente
E eu a demorar tanto, enquanto o silêncio parece ficar infinito!

O certo é que quando eu chegar
Você se espantará com os meus braços carregando um jardim
Com flores cultivadas em minha primavera
Aí, esquece o simples silêncio e deixa o silêncio bom chegar
No momento em que lhe der um beijo...
Mar de Oliveira Campos
Enviado por Mar de Oliveira Campos em 09/10/2005
Reeditado em 09/10/2005
Código do texto: T58202
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mar de Oliveira Campos
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
77 textos (5348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:09)
Mar de Oliveira Campos