Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Papeleiro

Era um menino com a voz tão doce
Ao coletar papéis ele sorria
Tinha uma alegria como se fosse
Um moleque com muita regalia

Era inteligente, bem humorado
O papeleiro que eu sempre via
Trazia n'alma seu maior legado
Moldado pela fé que lhe ungia

Falava de Jesus e de esperança
Do seu futuro com muita emoção
Nem parecia ser uma criança

Hoje, ele sente orgulho do passado
O menininho da casa de chão
Cresceu, estudou, se fez advogado
Olga Silveira
Enviado por Olga Silveira em 15/10/2005
Código do texto: T59909
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Olga Silveira
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil
52 textos (1334 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:58)
Olga Silveira