Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOSTALGIA

Chega o dia, falta alguém
A casa vazia, informa também.
Conta o fato, aqui verdadeiro
Seu fim chegou, foi-se um guerreiro.
Saudade deixou, na casa que cala
Silêncio tão triste, faltando a fala
Cadê a presença, antes sentida
Aqui a saudade, de sua partida.
Deixou lembranças, que marcam a alma
Deixou saudade, coração que não acalma.
Para um pouco, espera um tempo
Volta forte, trazendo sofrimento.
Qual porta olhando, o dia que vem
Espera os olhos, saudade que tem.
Prescruta o espaço, aguarda um sorriso
Encontra o vazio, silêncio conciso.
Espera à janela, cortina fechada
Silêncio tão triste, marca na fachada.
Caso pudesse, arrancar o alambrado
Traria o tempo, aqui quebrado.
Falta pedaço, na casa quebrada
Faz-se remendos, mas fica trincada.
De longe se vê,  que ali se partiu
Alguém que amava, que um dia sumiu.
Sem contratempo, com os olhos vazios
Espera seguir, a vida como os fios.
Às vezes arrebenta, um nó se constrói
Parece a saudade, que na vida dói.
Nada de lamento, porque  foi ou seria
A vida é passagem, hoje nostalgia.
NEUZA DRUMOND
Enviado por NEUZA DRUMOND em 12/08/2017
Código do texto: T6081864
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NEUZA DRUMOND
Bom Jesus do Amparo - Minas Gerais - Brasil
541 textos (4972 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 06:18)