Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Portas Entreabertas

As diferenças abismais
pontuadas com os comuns defeitos
o amor sentido mas nunca vivido
como poderiam as portas estar fechadas?

Não houveram problemas de expressão
o desejo facilmente instalado
proporcionou um crescendo de excitação
mesmo sem o inebriante odor inalado.

Nunca me saíram os pés do chão
a porta continua encostada
à espera da difícil decisão
do tudo ou nada.

Como é difícil manter um amor assim
sem um abraço sentido
a sua companhia sob lençóis de cetim
para acalmar o sexo imerso em gemidos...

A porta está encostada
fico à espera da tua voz rouca e aveludada
de me sentir nas entranhas, no âmago do teu ser
firme propósito de te querer!
Manuel Marques
Enviado por Manuel Marques em 01/09/2007
Código do texto: T633368

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manuel Marques
Espanha, 45 anos
548 textos (58971 leituras)
50 áudios (13972 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 18:59)
Manuel Marques