Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Das idas e vindas

Observa-se novo alvorecer, sem maiores sentidos;
Ao ler no horizonte, idas jornadas, insanas e revistas;
Pode-se pensar, em ledo julgar, e se desfazer rotas.
Tirar o brilho das tentativas, em vales venturosos?
Ensina-se, explica-se; é preciso viver e sentir cada trecho!
Apreender paisagens e olhares, retendo-os com emoção.
Segue-se ao desenvolver desta arte, o aprender a amar.
Um princípio, hoje longe, algo que começou num olhar.
Sobraram momentos, ora cicatrizados, no coração.

Lembranças confusas em sonhos intermináveis.
Desejos e saudades de olhares suaves e amáveis.
Houveram caminhos para trilharmos; direções opostas.
Claro! Paisagens com falsos olhares, sem referências!

Miragens exatas das próprias ilusões
e talvez, afinal, sejam apenas pesadelos!
Pessoas e sorrisos, trechos sem retorno;
Aos olhares idos, vindoiras e raras emoções.

Julio Silva :)
------------------
visitem nosso site!
www.juliosilva.net
------------------
Julio Silva
Enviado por Julio Silva em 11/09/2007
Código do texto: T647568

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julio Silva
Iguape - São Paulo - Brasil, 49 anos
122 textos (8731 leituras)
1 áudios (583 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 01:49)
Julio Silva