Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade

                                            Saudade

Hoje que a mágoa me apunhala o seio,
E o coração me rasga atroz, imensa,
Eu a bendigo da descrença, em meio,
Porque eu hoje só vivo da descrença.

À noite quando em funda soledade
Minh’alma se recolhe tristemente,
Pra iluminar-me a alma descontente,
Se acende o círio triste da Saudade.

E assim afeito às mágoas e ao tormento,
E à dor e ao sofrimento eterno afeito,
Para dar vida à dor e ao sofrimento,

Da saudade na campa enegrecida
Guardo a lembrança que me sangra o peito,
Mas que no entanto me alimenta a vida.

autor:Augusto dos Anjos
Velvet Crotch
Enviado por Velvet Crotch em 12/09/2007
Código do texto: T650064
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Velvet Crotch
Casa Branca - São Paulo - Brasil, 27 anos
12 textos (957 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 22:23)
Velvet Crotch