Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meus tempos de Guria

Recordo com lágrimas e nostalgia,
Os meus dias de menina,
Em que sentia a areia fina,
Nos pés descalços  e sorria.
Do banho no fim de tarde,
Na chuva, que derepente vinha.
No cheiro doce do pão, no forno de rua,
Que mamãe,  carinhosa fazia.
Do pirulito, da puxa-puxa,
Da rapadura de pé-de-moleque,
Que adoçava o mate,
No quintal de casa,
À sombra da figueira.
Da quermesse de domingo,
Que o velho Padre,   promovia.
Do palhaço de circo, que
Com seu riso distribuía, alegria...
Que em cada rosto se via.
Das brincadeiras de roda,
Em que cantávamos, a tia cotia.
De noite ou de dia,
A criançada se reunia e
Na algazarra da infância,
Se divertia,
Na pequena cidade que eu vivia.
O tempo passou, e em mim restou,
A saudade de...
Quando eu era guria!
SilScher
Enviado por SilScher em 18/09/2007
Reeditado em 18/09/2007
Código do texto: T657982
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SilScher
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
150 textos (9943 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 04:06)
SilScher